Agroconceito – Apoio técnico e consultoria agrícola

Apoio técnico e consultoria

  • Apoio a candidaturas a projetos agrícolas e florestais (PDR 2020)
  • Avaliação técnica de terrenos
  • Dimensionamento e orientação de plantações agrícolas
  • Acompanhamento da exploração
  • Apoio à implementação do modo de produção biológico e integrado
  • Apoio na implementação de sistemas GLOBAL GAP e Greening
  • Análises de solos
  • Análises de água
  • Análises foliares
  • Recomendações de fertilizações e tratamentos fitossanitários
  • Preenchimento dos cadernos de campo

Preencha o formulário de inscrição em baixo:

Apoio técnico e consultoria
O Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD), que entrou em vigor a partir de 25 de maio, requer que nos transmita o seu consentimento para que possamos utilizar os seus dados para prestação dos nossos serviços e envio de informação.
Web Design MymensinghPremium WordPress ThemesWeb Development

PDR 2020: Está aberta a operação 3.2.2 – Pequenos Investimentos na Exploração Agrícola

A ação 3.2.2 - Pequenos Investimentos nas Explorações Agrícolas, no âmbito do PDR 2020, tem candidaturas abertas até 23 de Março de 2018. Esta medida tem como objetivo melhorar as condições de vida, de trabalho e da produção dos Agricultores e contribuir para o processo de modernização e capacitação das empresas no setor agrícola.
DESPESA ELEGÍVEL
São elegíveis as despesas associadas a investimentos físicos tangíveis de pequena dimensão necessários ao desenvolvimento da atividade produtiva agrícola, nomeadamente máquinas, equipamentos, pequenas construções agrícolas e pecuárias, pequenas plantações plurianuais, incluindo apoio a equipamentos de prevenção contra roubos.
NÍVEIS E TAXAS DE APOIO
Os apoios são concedidos para um montante de investimento até 40.000€, sob a forma de subsídios não reembolsáveis:
  • 50% do investimento elegível se a exploração se situar em região menos desenvolvida ou zona com condicionantes naturais ou outras específicas;
  • 40% do investimento elegível nas outras regiões
O montante de apoio é limitado a 25.000 € por beneficiário.
ZONAS ELEGÍVEIS
O promotor deve identificar se a zona de investimento é elegível. Para mais informações, contacte-nos.

Agroconceito, 15 de Fevereiro de 2018

Apresentação de candidaturas ao Pedido Único arranca a 15 de Fevereiro

O IFAP – Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas informa que o período de apresentação das candidaturas ao Pedido Único (PU), para o ano de 2018, decorrerá entre 15 de Fevereiro e 30 de Abril. A candidatura ao PU 2018 poderá ser efectuada directamente pelo beneficiário na Área Reservada do Portal do IFAP, em O Meu Processo, ou através das Entidades reconhecidas, numa das Salas de Atendimento existentes para o efeito.

Informação detalhada

O Pedido Único consiste no pedido de pagamento directo das ajudas que integram os regimes sujeitos ao Sistema Integrado de Gestão e de Controlo (SIGC), previsto na regulamentação comunitária. Para informação detalhada relativamente ao PU, incluindo prazos de entrega de outros formulários associados, consulte a página Pedido Único 2018 (aqui). Para esclarecimentos adicionais poderá contactar o IFAP, através do endereço de correio electrónico [email protected] ou ainda pelos restantes canais de atendimento que tem ao seu dispor: atendimento presencial, na Rua Fernando Curado Ribeiro, n.º 4G, em Lisboa, atendimento electrónico ou pelo atendimento telefónico, através do 217 513 999.  

Agricultura e Mar, 1 de Fevereiro de 2018

Regulamento da Habilitação Legal para Conduzir – Veículos agrícolas

Foi publicado o Decreto Lei nº 151/2017, que vem obrigar à frequência de acção de formação (UFCD 9596). "Relativamente à condução de veículos agrícolas, introduz -se a obrigatoriedade de frequência de ação de formação, com vista à melhoria da segurança rodoviária para os condutores da categoria B que pretendam conduzir veículos agrícolas da categoria II, condutores da categoria C, que pretendam conduzir veículos agrícolas da categoria II e III e condutores da categoria D, que pretendam conduzir veículos agrícolas da categoria II e III."  

Agroconceito, 14 de Dezembro 2017 

     

Governo disponibiliza até 35 milhões para setor agrícola e florestal

O ministro da Agricultura, Capoulas Santos, anunciou uma verba até 35 milhões de euros para o setor agrícola e florestal, nomeadamente para apoiar a alimentação dos animais e o depósito e a comercialização da madeira ardida. No âmbito da reunião extraordinária do passado sábado do Conselho de Ministros, destinada a aprovar medidas de prevenção e combate aos incêndios florestais, bem como reparação dos prejuízos, e que decorre na residência oficial do primeiro-ministro, em São Bento, o governante indicou que vão ser alocados 15 milhões de euros para «acudir aos problemas mais graves» de erosão dos solos e contaminação das águas. Na área florestal, vão ser criadas duas linhas de crédito, uma de cinco milhões de euros para a instalação de parques para depósito da madeira ardida e outra de três milhões de euros para a comercialização da madeira ardida a preços considerados razoáveis. «Desde que sejam respeitados preços mínimos fixados pelo Ministério da Agricultura - 20 euros por metro cúbico para as árvores com menos de 30 centímetros de diâmetro», revelou Capoulas Santos. No setor agrícola, as medidas que vão ser «adotadas de imediato» prendem-se com o apoio à alimentação dos animais, em que serão criadas «cinco plataformas logísticas» para a entrega de elementos compostos para animais encomendados pelo Governo à indústria de rações portuguesa, informou o tutelar da pasta da Agricultura, indicando que a distribuição contará com membros das Forças Armadas e dos municípios. Segundo o ministro da Agricultura, existem necessidades «muito urgentes de alimentação animal», que se estimam que estejam na ordem de meio milhão de ovinos e de mais de 100 mil bovinos. O Governo vai ainda apoiar em 100% os prejuízos até cinco mil euros dos pequenos agricultores e, «acima desse valor, 50% a fundo perdido em tudo o que tenha a ver com perda de máquinas, equipamentos, instalações, estábulos, motores e culturas permanentes como vinhas, pomares e olivais».  

Agronegócios,  23 de Outubro de 2017

Guia do Produtor Biológico e do Exportador de Produtos Biológicos

Já está disponível o Guia do Produtor Biológico  e o Guia do Exportador, elaborados pela DGADR - Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural.   Para aceder ao Guia do Produtor biológico clique aqui.   Para aceder ao Guia do Exportador (produtos biológicos) clique aqui.  

 Agroconceito, 6 de Julho de 2017